Domingo, 15 de Abril de 2012

Porque é que eu haveria de preferir filhos biológicos?

Filhos

 

Quando me perguntaram a primeira vez se não preferia ter tido filhos biológicos em vez de filhos adoptivos reflecti o seguinte:
Mas porque razão iria preferir ter filhos biológicos? 


Por acaso sou alguma beleza rara, cuja genética dotou de magníficas capacidades ou de uma inteligência fora do comum? Tenho a inteligência de um Einstein ou os dotes artísticos de um Picasso? Se estas personalidades fizessem questão de ter filhos biológicos eu ainda compreenderia, agora eu? 


A mim (e aposto que a 99,9% de todos vocês) a genética familiar não me dotou de nenhuma qualidade fora do comum. Pelo contrário… 


O meu avô morreu de ataque cardíaco aos 50 anos, tenho um tio diabético. E os bicos de papagaio da minha tia? Já para não falar na flatulência da minha bisavó (sabe-se lá se é genético!) e nas hérnias discais que parecem passar de geração em geração como rãs de nenúfar em nenúfar…

 

E o meu mau humor quando acordo?!


Que tipo de ego inflamado nos leva a pensar que os nossos filhos biológicos hão-de ser melhores que os filhos biológicos dos outros? 


Ter filhos biológicos para ver o meu rosto reflectido no dos meus filhos? Puro narcisismo! Para isso compro um espelho.


Ainda se fosse a Angelina Jollie...


Ah…é verdade…ela também adoptou… 


Os meus filhos se fossem biológicos aposto que nem seria tão lindos! E olhem que até me acho uma giraça!


Ai…e tal… porque as crianças vêem cheias de traumas….(dizem alguns). 


E eu costumo responder: 


- Traumas tenho eu e não fui adoptada. 


E se por acaso tiverem traumas?


Eu cá estarei para ajudar os meus filhos a lidar com os seus traumas e a ultrapassá-los na medida do possível. Não é o que todos os pais fazem?
Se por acaso viesse a ter um filho biológico seria bem-vindo, mas nunca mais amado ou desejado que os meus filhos adoptivos.


Além disso para quê pôr mais filhos ao mundo quando existem milhares de crianças a morrerem à fome e sem família? No mundo actual onde não sabemos se daqui a 30 anos os nossos filhos vão ter água para beber? 


Acho bem melhor ideia cuidar das crianças que já cá estão e que precisam de uma família do que colocar mais um ser inocente ao mundo. 


Se a sociedade fosse a ideal ninguém teria filhos biológicos enquanto existisse uma criança a precisar de uma família. Ou pelo menos por cada filho biológico teríamos um filho adoptivo. 


Mas isso sou eu…que devo ser estranha!


Ass: Uma Mãe

 

Retirado do Facebook

publicado por Jorge Soares às 21:11
link | favorito
De Anónimo a 15 de Abril de 2012 às 22:12
As crianças adoptadas tb são filhas biológicas de alguém. Ter filhos é realmente um acto de egoísmo, entre outras coisas! No entanto o que é lamentável não é desejarmos filhos nossos. Lamentável é quem os tem e abre mão deles, quando não lhes faz pior. Adoptar tb é um acto de egoísmo, pelo menos para mais de 90% das pessoas que adoptam. Mas isso não tem mal nenhum. Prefiro que seja um acto de egoísmo que um acto de caridade. As crianças adoptadas não precisam de caridade, precisam de amor. E o amor tb é um acto de egoísmo. Amamos esperando ser amados em troca.

Sou totalmente a favor da adopção, mas não caiamos no exagero de considerar que quem tem filhos biológicos é menos "boa pessoa" que quem tem adoptivos. Sejamos sensatos!
De Jorge Soares a 15 de Abril de 2012 às 22:18
O texto não é meu.. mas sinto-me na obrigação de lhe responder... primeiro porque não está ali escrito em lado nenhum que que adoptar é melhor que ter filhos biológicos.. este texto é só uma reposta a coisas que ouvimos os que adoptamos... não é nem pretende ser mais que isso.. pelo menos é assim que o entendo..e eu até tenho filhos adoptados e biológicos.

Jorge Soares

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Como falar sobre adoção

. Adopção. João tinha uma m...

. Mundos de Vida - Nós pode...

. De que lado está? Saber e...

. Pedido de ajuda em trabal...

. E num só ano a cegonha ve...

. Pedido de ajuda em trabal...

. Eu sou contra a adoção

. Adopção: de novo as crian...

. Mundos de Vida - Crianças...

. Coisas que realmente faze...

. [casa sem mãe é um desert...

. Adopção, ao cuidado de qu...

. O que é um processo de ad...

. Apadrinhar crianças da Gu...

. Conferência a Adopção e a...

. Sobre a adopção internaci...

. Adopção, ao cuidado de qu...

. Conferência: Eu quero ado...

. [uma história de amor] e ...

. Como entrego o meu bebé p...

. Adopção.... é amor!

. Ao cuidado de quem está à...

. Porque é que eu haveria d...

. Adopção, palavras de uma ...

. 1.º Congresso Internacion...

. Movimento Adopção Interna...

. Ainda as adopções falhada...

. Da adoção e da dificil ar...

. Adopções falhadas

.mais comentados

.arquivos

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Dezembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

.links

Autenticação Moblig
blogs SAPO

.subscrever feeds