Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012

Adopção, ao cuidado de quem está à espera: Ninguém espera por mim?

Menino abandonado

 Imagem da Internet

 

O seguinte texto foi-me enviado pela responsável de um centro de acolhimento, é uma carta de uma criança que quer ser adoptada, uma criança que foi abandonada há muito tempo e que está assim, abandonada, até hoje.

 

Ninguém  espera por mim?

 

Olá,

 

Resolvi escrever-te porque sei que deseja ter um filho. Não, eu não sou o bebé com que tu sonhas….. já não uso fraldas, não como papas….. mas ainda sou uma criança e queria tanto ter um papá e uma mamã. Já não me lembro bem, mas um dia fiquei só …. E ficar sozinho no mundo com a minha idade é muito triste.

 

Vivo desde essa altura (já vão 10 anos) numa casa bonita, com muito meninos e meninas e há muitas senhoras muito simpáticas que tomam conta de nós. Mas continuo a sentir-me só ….. não tenho um papá e uma mamã…. e eu queria tanto….

 

Eu sei, não sou o bebé com que tu sonhas…. Mas sabes? Eu também sou como tu. Também sonho. Sonho que um dia vou ter uma mamã que me vai ajudar a escolher a roupa que vou vestir, que me vai a buscar à escola, que me vai contar historia, a aconchegar os cobertores e a dar-me um grande beijinho de boa noite….

 

Sonho que um dia vou ter um papá que vai andar comigo de bicicleta e me vai ver nas actividades da escola ….   e   …… eu vou ser tão feliz!!...


Quando isso acontecer…..

  • Vou deixar de chorar porque os meus colegas vão deixar de me gozar porque eu não tenho papá nem mamã;
  • Vou deixar de chorar quando me magoo porque a minha mamã vai dar-me um beijinho na ferida e vai passar logo;
  • Vou deixar de chorar quando um colega mais velho me bater porque vou ter um papá  para me proteger;
  • Vou deixar de chorar quando arranjarem papas para os meninos mais pequeninos…. Porque já não vou estar aqui, porque….. vou ter a minha família…. E vou dizer que tenho um papá e uma mamã.

Já sou grande mas ainda sou crianças. Bem sei que o meu futuro está hipotecado seja pela idade, tenho 13 anos, e seja pela saúde, tenho um problema de coração,

 

Mas continuo a desejar de poder ser ainda “um filho amado” …. conheces alguém que queria ser a minha mamã e o meu papá?.....

 

Tenho os contactos da pessoa que me enviou o mail  que facilitarei com todo gosto a quem se mostrar interessado.

 

Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 21:14
link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De Pedro Guilherme a 12 de Novembro de 2012 às 18:23
Esperamos o nosso pai em breve porque só com o nosso pai viveremos melhor e fortifica as bases das gerações vindura. O pai já conhecido há muito tempo em todo mundo .
De Patricia a 13 de Novembro de 2012 às 23:02
Boa noite,

Gostaria de saber se uma família, para se tornar família de acolhimento, ou mesmo para apadrinhamento civil, tem de se restringir à sua área de residencia, concelho ou distrito?
De Jorge Soares a 13 de Novembro de 2012 às 23:07
Imagino que não, mas convém recordar que no caso do acolhimento e do apadrinhamento civil, muitas vezes a família biológica continua a ter contacto com a criança, pelo que nestes casos imagino que terá que ser acolhido por alguém que viva na mesma zona.

Aproveito para recordar que as famílias de acolhimento não se podem candidatar À adopção e que por lei o acolhimento tem um tempo máximo e limitado

Jorge Soares
De Isa Martins a 16 de Novembro de 2012 às 01:52
Antes de mais, parabéns pelo blog.
Gostaria de saber se a história do menino que relata é do Norte.

Muito obrigada

Elisabete
De Jorge Soares a 18 de Novembro de 2012 às 21:38
Eu sei que ele está numa instituição algures a Norte sim... mas não faço ideia qual a origem dele

Jorge Soares
De juli a 16 de Novembro de 2012 às 19:31
ola a todos! ja faz muito tempo que nao escrevo neste blog.
tenho dois filhos biológicos e uma filha adotado, foi uma adoçao tao bao que eu queria adotar mais, mas nao tenho rendimentos que permita ter mais filhos.
peço a todos que nao tenham medo de adotar, estas crianças so querem muito amor, e nos pais temos amor sempre para mais um.
por favor ajudem estas crianças.
De Jorge Soares a 18 de Novembro de 2012 às 21:38
Mesmo

Obrigado
De João a 17 de Novembro de 2012 às 23:47
Miúdos como estes esperam e desesperam por alguém que os vá buscar. E mesmo que apareça alguém agora quantos anos vai passar à espera que a adopção seja aprovada?
Quando a espiral de burocracia deste país estiver resolvida já o rapaz tem 18 anos. Infelizmente neste país é assim...
De Jorge Soares a 18 de Novembro de 2012 às 21:40
Na verdade está enganado.

em casos como este em que a criança tem como projecto de vida a adopção, no caso de o ou os adoptantes já terem sido avaliados, o processo não demora mais que seis emses em estar concluído.

Infelizmente há muita gente que pensa como o senhor, e ao mesmo tempo há crianças como estas que estão à espera e ninguém as quer... é triste o nosso mundo.

Jorge Soares
De Anabela a 1 de Junho de 2015 às 23:37
Rápido?????
Estou á espera desde 2008 de uma criança-menina-até 10 anos!!!!!!
De Vanda a 19 de Novembro de 2012 às 13:53
Estou a tentar adoptar um menino, processo complicado..., e todas estas histórias me fazem chorar, espero que este menino encontre um lar assim como tantos outros q estão a espera, e que seja tão rápido como diz o sr.Jorge :)

Felicidades
De Joao a 19 de Novembro de 2012 às 19:54
Por acaso não fazia ideia que era tão rápido nessa situação.
Espero que alguém o venha buscar rapidamente e não seja uma família como a da outra senhora (estou-me a conter aqui) da reportagem da TVI sobre crianças devolvidas.
De Maria Moura a 23 de Novembro de 2012 às 17:05
É uma carta simples e comovente.

O sentimento de impotência é grande.

Encontro-me neste momento envolvida em um processo de decisão ...

Deus queira que este menino, assim como tantos outros meninos e meninas consigam concretizar os seus sonhos.

Se calhar, digo eu, e vale o que vale, se calhar, se a maioria das instituições não fosse tão biologista, talvez muitos meninos como este encontrassem os seus novos pais mais cedo e tudo seria mais fácil, quer para as crianças que têm direito a uma família, quer para os candidatos que aguardam eternamente a sua oportunidade ...

Cumprimentos,
Maria
De VS a 26 de Dezembro de 2012 às 16:45
Boa tarde, caro blogger! Queria unicamente felicitar pelo blog.

Trabalho numa CPCJ: aqui, onde chega a primeira sinalização de uma criança abusada/maltratada/negligenciada e cujo Projeto de Vida poderá passar pela adopção, mediante avaliação caso-a-caso.
Para nós técnicos (também seres humanos), lidar diariamente com situações in-humanas que superam a imaginação, faz-nos trabalhar a contra-relógio e com respeito por todos os procedimentos, porque nao queremos que um processo (uma vida) ande para trás e para a frente. A frustração que sentimos fica guardada até à hora de saida e acompanha-nos até às nossas casas (em sete anos de trabalho nao esqueci um único nome)

Saber que existem pais adoptantes dá-nos a esperança de um futuro para as crianças. Obrigada.
De alexandra pinto a 4 de Janeiro de 2013 às 17:46
Boa noite desde já os meus parabens pelo blog , tenho 2 filhos biologicos , no entanto juntamente com o meu marido temos falado em adopção , esta carta parte o coração li alto em casa e o meu filho mais velho de 8 anos disse : mãe ele pode vir morar conosco, até pode ficar com a minha cama !
Gostaria de saber mais sobre adopção e sobre este menino ! obrigado
De Anónimo a 25 de Maio de 2013 às 20:42
A história deste menino comoveu-me demais,tenho 2 filhos e o meu sonho é ter uma menina,se podesse ia buscá-lo e ser mãe dele,espero que a Alexandra Pinto o tivesse conseguido,e até que deixa-se uma msg para saber e ficar feliz por este menino,gostava de poder adotar,mas neste momento estou desempregada junto com o meu marido,não sei se alguma vêz irei concretizar o meu sonho e fazer uma criança feliz :)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Como falar sobre adoção

. Adopção. João tinha uma m...

. Mundos de Vida - Nós pode...

. De que lado está? Saber e...

. Pedido de ajuda em trabal...

. E num só ano a cegonha ve...

. Pedido de ajuda em trabal...

. Eu sou contra a adoção

. Adopção: de novo as crian...

. Mundos de Vida - Crianças...

. Coisas que realmente faze...

. [casa sem mãe é um desert...

. Adopção, ao cuidado de qu...

. O que é um processo de ad...

. Apadrinhar crianças da Gu...

. Conferência a Adopção e a...

. Sobre a adopção internaci...

. Adopção, ao cuidado de qu...

. Conferência: Eu quero ado...

. [uma história de amor] e ...

. Como entrego o meu bebé p...

. Adopção.... é amor!

. Ao cuidado de quem está à...

. Porque é que eu haveria d...

. Adopção, palavras de uma ...

. 1.º Congresso Internacion...

. Movimento Adopção Interna...

. Ainda as adopções falhada...

. Da adoção e da dificil ar...

. Adopções falhadas

.mais comentados

.arquivos

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Dezembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

Autenticação Moblig
blogs SAPO

.subscrever feeds